sábado, 23 de maio de 2015

Bebê centopéia

Boa noite!

Seja mãe de menino ou menina, não importa. Depois que temos filhos, tudo o que vemos nas vitrines são para eles. Ontem mesmo estava andando pela minha cidade, e tudo o que via pensava nele: brinquedos, roupas, sapatos... ah, sapatos! Quem disse que as belezinhas dos pés são somente para as meninas? O Lorenzo parece uma centopéia, no auge dos seus 03 meses tem mais pares de sapatos do que eu! Hahaha! Mas as mamães vão concordar comigo... muitos preços são exorbitantes, e muitos mais caros do que os produtos para adultos!
Nas minhas andanças pela internet a busca de produtos bons, com qualidade e preço acessível, me deparei com uma loja virtual e foi amor à primeira vista: a Biu Biu Store.


A Biu Biu Baby Shoes trata-se do sonho de duas amigas que se tornaram realidade! É uma loja virtual de sapatinhos para bebês de 0 a 12 meses. Todos os produtos são importados e com exclusividade são disponibilizados à pronta entrega aqui no Brasil com um valor acessível e facilitado à todas às mãezinhas que assim como eu, sempre sonharam em ter sapatinhos importados sem a necessidade de encomendar e esperar longas datas pra chegar, além de correr o risco de muitas vezes não chegar e parar caro nas importações ou quando são taxadas. 




São modelos variados para meninos e meninas, dos mais clássicos, coloridos, fofos e delicados. Mas além de tudo isso: extremamente confortáveis! O Lorenzo já tem seu par, escolhi um modelo mais clássico, branco, estilo sapatênis, o mini homenzinho da mamãe!
Tanto para seu príncipe ou para sua princesa, você vai se apaixonar por todos os modelos e vai ser difícil escolher um só.





Os tamanhos são diferentes do Brasil, por isso é importante você tirar suas dúvidas para escolher o modelo certo para o seu bebê. Na loja virtual da Biu Biu, tem tudo muito explicado, a medida é feito a partir do tamanho do pé do seu bebê. Então pega a régua aí e mede o pãozinho do seu baby pra não errar no tamanho e aproveitar muito os sapatos lindos e estilosos da Biu Biu.




É muito fácil fazer a compra pelo site! Você escolhe os modelos e vai adicionando ao carrinho. Quando finalizar sua compra, clica em "Fechar o pedido", digita seu CEP e já aparece o valor do frete seja PAC ou SEDEX, você faz seu cadastro e depois escolhe a melhor forma de pagamento: boleto, parcelar no cartão de crédito ou pode optar por entrar em contato diretamente pelas redes sociais e fazer depósito bancário ou transferência.
Depois é só sentar e esperar essas belezinhas chegarem na sua casa, carinhosamente embaladas.

- Loja virtual: http://www.biubiu.com.br/
- E-mail: contatobiubiu@gmail.com
- Intagram: @biubiuoficial
- WhatsApp: (62) 8479-7178

Na loja virtual da Biu Biu tem uma sessão onde mostra os modelos que estão pra chegar. Já dá pra escolher e ir namorando as próximas comprinhas!



Beijos!

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Um amiguinho para o bebê

Boa noite!

Eu percebo pelo meu Lorenzo... ele não gosta de dormir sem ter nada por perto. Seja um paninho de boca, uma fraldinha, a mãozinha da mamãe... hehehe! Mas depois de ver as naninhas da loja virtual Mamãe Fez, fiquei apaixonada pelos modelos, e já fiz a escolha do meu pra dormir agarradinha com meu príncipe. E para as mamães de princesas, também tem diversos modelos disponíveis.


Como sabemos, os bebês não gostam de se sentirem sozinhos. Imaginem... eles estavam dentro da barriga da mamãe, todo acolhido e protegido, e vem pra esse mundo estranho! Não é a toa que sempre ficam mais calmos quando estão no aconchego do colo. Mas como não é possível ficar com o bebê 24 horas no colo, a escolha da naninha, como se fosse um amiguinho de berço, é uma ótima opção.
Na loja Mamãe Fez, além dos modelos lindos e com excelente acabamento, as cores são o ponto forte, já que as cores chamam a atenção do bebê. Lorenzo adora e fica fascinado!




Na loja virtual da Mamãe Fez você encontra diversos modelos e por preços incríveis. A forma de pagamento você escolhe: boleto bancário, depósito ou parcelamento com cartão de crédito.
O Lorenzo adora dormir agarradinho, e quando está acordado, adivinhem? Tudo vai pra boca. Hahaha! Por isso é tão importante escolher um modelo que seja feito de material confiável.




As naninhas com várias utilidades: pro aconchego na hora de dormir ou na diversão do dia a dia.
Acompanhe as novidades da loja virtual Mamãe Fez pelo site da empresa, ou também pelas suas redes sociais:

- Site: www.mamaefez.com.br
- Loja virtual: http://www.elo7.com.br/mamaefez
- Instagram: @mamaefez
- Fanpage do facebook: https://www.facebook.com/lojamamaefez




Eu já estou no aguardo da chegada do novo amiguinho do meu príncipe!


Beijos!

domingo, 17 de maio de 2015

A calça Catarina

Bom dia gravidinhas!

Que a calça jeans é a peça coringa de todo closet, já sabemos, né? O problema é quando engravidamos e as roupas começam a apertar e ficarem desconfortáveis... nada de perder o estilo e começar a usar aqueles moletons largos e sem graça! Eu usei e abusei da calça jeans, e tinha muito orgulho do meu barrigão, mas sempre usei as peças próprias para gestante, para que eu e meu bebê ficássemos confortáveis.
Até fiz um post sobre as calças com a barrigueira da nossa parceira, a loja virtual Veste Gestante que  atende pelo instagram @vestegestante, que tem modelos skinny e flare, para as mamães antenadas e estilosas. Perdeu o post? Clique AQUI.
Porém, tem aquelas gravidinhas que não se adaptam ao modelo com a barrigueira, mas nem por isso vai deixar de usar a calça jeans e montar looks lindos.


A Veste Gestante lançou um novo modelo para agradar todas as suas clientes, a calça Catarina. Feita no modelo skinny e em uma lavagem moderna, a calça Catarina é uma alternativa para quem não se adaptou ao modelo com a barrigueira. Tem o cós anatômico e inteligente, que acompanha o crescimento da barriga do início ao fim da gestação. E o melhor das peças da Veste Gestante, é que pode ser utilizada mesmo após nascer o bebê. Ótimo, né?



Os tamanhos disponíveis vão do 38 ao 46, e as formas de pagamento podem ser realizadas por depósito bancário, transferência ou você escolhe a forma de pagamento através do PagSeguro, podendo parcelar suas compras. 
Eu já estou no aguardo da minha calça Catarina, pois mesmo não estando gravidinha, a calça é extremamente confortável, com muito elastano na composição e super macia.
O diferencial da Veste Gestante, além da qualidade das peças, é o preço. Afinal, pra quem já procurou roupas em lojas especializadas de gestante, sabe que tem muitas empresas que colocam os preços bem altos. A Veste Gestante pensa na sua cliente, e por isso, alia a qualidade ao bom preço, e excelentes formas de pagamento. Além de você receber a sua peça no conforto do seu lar.


Todas as dúvidas que você tiver, você pode tirar pelo WhatsApp. Excelente atendimento, tira todas as suas dúvidas e acompanha entrando em contato até a cliente receber seu pedido. Tipo de empresa que fideliza seu cliente, e faz você ter vontade de comprar mais e mais!
Pra conferir todas as peças, você pode entrar no perfil pelo instagram @vestegestante, ou pelos contatos abaixo:

- E-mail: vestegestante@gmail.com
- Telefone/WhatsApp: (48) 9193-5402
- Instagram: @vestegestante


Pra quem mora na região da Grande Florianópolis/SC e quer ver as peças pessoalmente, a Veste Gestante tem uma vendedora, a Daniela do instagram @santabarrigueiramodagestante faz atendimento à domicílio. Entre em contato pelo telefone/WhatsApp (48) 9902-5108. A Dani também está gravidinha e vai te entender! Hehehe!
E para as barrigudinhas de outras cidades e estados, as peças são enviadas para todo o Brasil pelos Correios.


Beijos!

sábado, 16 de maio de 2015

Mamãe da Semana

E chegou o sábado... o dia mais esperado pelas mamães! Dia de curtir muito os filhos, a família, mas também é dia de sessão especial no blog, a "Mamãe da Semana".


A Mamãe da Semana de hoje não tem papas na língua e vai em busca de tudo pra ser feliz. E isso que admiro tanto nela: busca diariamente sua felicidade, sem se importar com o que o outros falem ou possam pensar. Deveríamos todos agir assim, né? Quem sabe, depois de ler a história dessa mamãe, você tenha um pouco mais de coragem pra enfrentar a vida. Enfrentar a vida e todos, é o lema dessa mamãe, sempre em busca da felicidade da sua pequena princesa. E que princesa! Não é fácil ser mãe nova, mas ela não desistiu dos seus sonhos, por ela e pela filha.
Você vai se emocionar, e vai aprender muito. Porque se a idade é pouca, a maturidade e a lição de vida é gigantesca.

- Quem é a mamãe e o bebê?

Meu nome é Mariza Koerich Zacchi, tenho 25 anos, moro no Centro de Palhoça, sou solteira. Sou mãe da Miriam, que está com 2 anos.


- Você sempre sonhou em ser mãe?

Sempre. Porém, não imaginava que seria tão cedo. Eu acredito, que como a maioria das mulheres, o primeiro passo para ter um filho é se estabilizar na vida, tendo condições financeiras estáveis. Porém, comigo, foi totalmente ao contrário. Eu engravidei com 23 anos, estava desempregada, e na época eu namorava o pai da minha filha, o qual também estava sem emprego. Além disso, eu tenho hipertensão, ovários policísticos e um útero minúsculo e retrovertido. Ou seja, aconteceu porque era pra ser. Sempre cuidei da minha prima, Emanuela, que hoje está com 8 anos. Ficava imaginando: como será quando eu tiver o meu? Será que vou ser tão dedicada? Como será esse amor? E então, Deus me mandou esse presente abençoado, que só quem é mãe sabe do que eu estou falando.

- O que mudou depois da maternidade?

Mudou praticamente tudo. Hoje em dia tenho opinião própria, brigo por meus direitos, defendo as pessoas que amo. Sou mais compreensiva, sei o que é amar de verdade. Aprendi a respeitar a opinião alheia, e comecei a enxergar que realmente não sabemos de nada. Aprendi muito com minhas tias, amigas, e principalmente com a minha mãe. Quando nossos filhos nascem, não queremos aceitar ajuda de ninguém. Acho que é instinto, ou sei lá. Mas com o tempo percebemos o quanto essas informações são importantes e o quanto vamos levar para a vida toda. Assim como os lados positivos, eu também tive o negativo. Eu trabalho muito e faço duas faculdades. Infelizmente isso faz com que eu fique estressada e às vezes acabo descontando na Miriam. Não façam isso!!! Faz o que eu digo, mas não faz o que eu faço, isso é sério! Porque quando isso acontece, eu durmo com peso na consciência, e é onde eu vou até ela e peço desculpas, baixinho, e encho ela de beijos. Isso dói. Resumindo, sou muito irritada, mas tento me controlar ao máximo, afinal, ela não tem culpa dos meus problemas.

- Qual seu programa preferido para fazer com seu filho?

Eu adoro levar a Miriam ao shopping. E tenho certeza que ela adora fazer esse programa comigo. É uma vontade mútua, quando pergunto se ela quer ir, é só alegria. Gostamos também de comer besteiras assistindo desenhos e de pintar livros de atividades.




- Como é ser mãe de menina?

Ser mãe de menina é brincar de boneca na fase adulta. É a coisa mais gostosa do mundo. Vestidos lindos, cabelos sempre arrumados, sempre perfumada. É maravilhoso saber que vou ter uma amiga pra me apoiar e cuidar durante a vida inteira.

- Sua gravidez foi planejada? Nos conte como foi sua reação e do pai da criança ao receberem a notícia de que um bebê viria ao mundo.

Como relatei acima, não foi nada planejada. Quando dei a notícia ao pai dela, foi um grande susto. Porém, ele ficou radiante, assim como toda a família.

- Mesmo um bebê ocupando tanto o nosso tempo, como você administra e organiza seu tempo para se cuidar e não esquecer do seu lado mulher?

Pra ser sincera, eu acabo deixando um pouco a minha vida de lado. Sei que não é o correto, mas é quase impossível sobrar um tempo pra mim. Devido ao fato de ter pouco tempo disponível durante o dia, eu acabo dando preferência à ela nos minutos que tenho livre.



- Dê a dica de algum produto que você torna indispensável nos cuidados com seu bebê.

A Miriam sempre teve muitos problemas com assaduras. Acho que todo bebê passa por isso. Já aconteceu dela ter alergia de uma fralda descartável que deixou a pele dela em carne viva. Foi um desespero terrível. Levei à pediatra, Dra. Isabela, a qual medicou a pomada CETRILAN. Gente, é maravilhosa! Foi a única coisa que cicatrizou em questão de horas. É um produto indispensável nos cuidados da Mimi, porque além de acabar com o vermelhidão, o creme ainda previne novas assaduras.

- Seu parto foi normal ou cesariana? Foi por opção? Dê sua opinião e um breve relato sobre seu parto.

Eu precisei fazer cesariana devido a pré-eclâmpsia. Mesmo se eu não tivesse esse problema de saúde (hipertensão), eu também escolheria a cesárea. Sempre morri de medo da hora "H", de romper a bolsa, sentir contrações. Então optei por agendar a data para esperar a vinda da minha princesa ao mundo.



- Você trabalha fora? Como administra a casa, o trabalho, e o tempo dedicado à sua filha?

Estudo Direito pela manhã, trabalho em um escritório de advocacia à tarde, e durante a noite estudo enfermagem. Tenho o sonho de trabalhar com perícia criminal, instituto geral de perícia e perícia criminal investigativa. Saúde e crime me atraem. Ela fica a maior parte do tempo com a minha mãe ou na escolinha. Porém, o tempo que tenho pra ficar com elas são as segundas, quartas, e sextas pela manhã, durante o almoço de cada dia, e geralmente quando chego do curso à noite, ela já está dormindo. Aproveito pra brincar com ela nos finais de semana que ela passa comigo, já que visita o pai a cada 15 dias. Mas passo o dia inteiro entrando em contato com meus pais pra saber o que ela está fazendo, como está e se precisam de algo. A cabeça de uma mãe não para nunca. E eu sei que todo esse tempo sem ficar com ela é por uma boa causa. Quero poder dar à Miriam tudo o que tive, e ainda mais. Quero que tenha uma boa educação, respeito, e que seja uma criança feliz e saudável. Também quero que ela frequente boas escolas, que tenha um bom plano de saúde, boas roupas, bons brinquedos. Eu sei o quanto é ruim eles pedirem algo que não possamos dar. Corta o coração. Enquanto eu tiver saúde pra correr atrás, eu não vou parar.

- Pra você, ser mãe é...

Entender a preocupação que nossos pais têm por nós. Aprender a amar alguém mais que a nós mesmas. É valorizar nossos tempos livres, que são poucos. É aprender a fazer mil coisas ao mesmo tempo. Aprender a valorizar cada etapa da vida. É aprender o significado da palavra "incondicional".


- Recado da mamãe Mariza:

Ser mãe, eis o trabalho mais difícil da Terra. Ser mãe é seguir o turno de 24 horas, 7 dias por semana. É estar acordada quanto o resto do mundo dorme. É amamentar na madrugada e ver as luzes das janelas se apagando, até que só reste a sua. Ser mãe é cheirar a leite por vários meses (e detestar!), e morrer de saudades de dar o peito, quando o filho desmamar. Ser mãe é aprender a trocar fralda no escuro com direito a passar creme anti assaduras, claro! Ser mãe é preparar a primeira papinha com o maior cuidado do mundo, e receber um cuspe de volta. Ser mãe é comer comida fria, é ser a última a se servir, ou mesmo deixar de comer, para dar sua parte ao filho que necessite. Ser mãe é querer que o filho se arraste, engatinhe, e finalmente consiga andar. E quando ele aprende a correr, sentir saudades do bebêzinho que ficava o dia todo em seu colo. Ser mãe é nunca mais olhar para um termômetro que marca 37 graus do mesmo jeito. É passar a noite segurando a mão do pequeno, pra se assegurar de que a febre passou. Ser mãe é morrer de vontade de chorar ao ver o filho doente. E segurar a onda e sorrir, para não preocupá-lo. Ser mãe é acordar cansada, depois de uma noite mal dormida. E apesar disso, fazer tudo do mesmo jeito: dar banho, comida, brincar, trabalhar, cuidar da casa, e colocar o filho pra dormir. Ser mãe é se perguntar quando passará novamente um dia sem ouvir choro, e mesmo a Miriam tendo 2 anos ainda não cheguei lá. Ser mãe é querer viajar sozinha, mas abrir mão disso até ter certeza de que seu filho ficará bem sem você. E quando esse dia chegar, contar os dias pra receber o abraço de volta. Ser mãe é exercitar a paciência diariamente. E perdê-la de vez em quando, entre uma crise de birra ou outra. Ser mãe é ouvir do filho as mesmas palavras que lhe ensinou. E perceber que não basta falar, é preciso dar exemplo. Ser mãe é sentir culpa por querer voltar ao trabalho. Ou largar tudo para cuidar de um filho, e sentir falta de trabalhar fora. Ser mãe é aprender que, com duas mãos, é possível executar muito mais do que duas tarefas. Atender ao telefone, empurrar o carrinho, abrir a porta, escrever um bilhete, e dar a última colherada do prato são só alguns exemplos das combinações possíveis. Ah, mas ser mãe também é sentir aquela mãozinha tão pequena e tão forte, que segura seu dedo como se querendo dizer "ei, estou aqui, agora você não está sozinha!". É poder afagar por alguns anos os cabelos de um pequeno anjo, enquanto ele está sob suas asas. É acordar pela manhã com um abraço apertado, como se não se vissem há muito tempo! O mesmo vale para a saída para a escola. Ser mãe é mostrar uma flor ao filho, e reparar em sua beleza como há tempos não fazia. Ser mãe é se emocionar na primeira vez em que vê o filho repartindo o biscoito. Ser mãe é ter direito de chorar na apresentação da escola, do ballet, no campeonato de natação, sem que ninguém a estranhe por isso. Ser mãe é ter a casa cheia de risadas e de gritinhos de felicidade. É lembrar como se brinca de carrinho, de boneca, de esconde-esconde. Ser mãe é adquirir  coragem de fazer o que seu coração realmente deseja. Porque não há mais espaço para covardias dentro de si. Ser mãe é tentar ser uma pessoa melhor a cada dia, porque seu filho merece uma mãe que se aprimore com o tempo. Ser mãe é descobrir que o coração é um espaço infinito. E que quanto mais se ama, mais amor cabe ali dentro. Assim como a blogueira Nivea Salgado, eu acredito que ser mãe seja exatamente isso.


Ufa! Recuperaram o fôlego? Entrevista incrível! Parabéns Mariza, pela mãe dedicada, e pela forma como pensa no futuro da Miriam. Muitas mães abrem mão de faculdade e trabalho pelo motivo de achar que seus filhos vão a amar menos... grande besteira! É só ver você e a Miriam pra ter certeza de quanto vocês são parceiras e amigas, e tenha certeza, ela vai te agradecer muito no futuro! 
Sou filha de pais separados, e eu tive uma excelente mãe e um excelente pai. Sou apaixonada pelos dois e eternamente grata por tudo o que ambos fizeram para mim. E assim será a Miriam com você e com o pai dela, com certeza.

Desculpem pelo atraso na postagem da "Mamãe da Semana"... tenho um bebê de 3 meses por aqui que está descobrindo o mundo e exigindo minha presença ao lado dele nessas descobertas! Hehehe!
Quer aparecer por aqui também e contar sua história? Mande um e-mail para gabi-msoares@hotmail.com e não deixe de me seguir também no instagram @gabisoaresm.

Beijos!